Rede dos Conselhos de Medicina
Selecione o Conselho que deseja acessar:
Porto Alegre, 23 de Abril de 2017. Aumenta a Fonte [ A + ]   [ A - ]  
 

Saúde: gestão mais eficaz e transparência

Autor: Dr. Rogério Wolf de Aguiar
Cargo: Presidente do Cremers

 Cada vez mais os fatos insistem em desmentir uma frase pirotécnica de um ex-presidente que há dez anos, num de seus arroubos, afirmou que a saúde pública brasileira se aproximava da excelência. Ninguém minimamente informado e isento o levou a sério, claro. 

 
O fato é que nos últimos anos a assistência de saúde no país só piorou. Quem costuma vivenciar o ambiente hospitalar constata essa assustadora decadência dia após dia - e sofre com isso. Por isso, não se surpreende quando estudos como os divulgados recentemente pelo Conselho Federal de Medicina registram que apenas 10% dos 5.750 municípios brasileiros têm leitos de UTI em estabelecimentos públicos ou conveniados ao SUS, e que quase 24 mil leitos de internação foram desativados na rede pública entre 2010 e 2015. 
 
A medida, que ajuda a explicar a permanente superlotação das emergências em todo o país, atinge diretamente os 150 milhões de brasileiros que dependem exclusivamente do Sistema Único de Saúde. É mais um dado estarrecedor sobre a situação falimentar da saúde pública brasileira. São informações que ratificam o descaso de sucessivos governos com a qualidade da assistência neste país, em que a cada ano mais pessoas de todas as idades morrem ou ficam com sequelas em função da demora no atendimento. 
 
É um quadro desolador que - parece inacreditável - ainda pode piorar com a redução de R$ 5,5 bilhões no orçamento destinado à saúde, o que deverá afetar inúmeros serviços, como o programa de farmácia popular. Sem contar que mais leitos serão extintos, mais hospitais fechados. 
 
No Rio Grande do Sul, houve acréscimo de 806 leitos no período considerado, mas a julgar pelo número alarmante de hospitais do Interior que estão cortando leitos em função do recrudescimento da crise que atinge toda a economia, até o final do ano a situação, infelizmente, deverá ser outra.
 
Em função do subfinanciamento da saúde, que atinge também materiais e equipamentos, médicos e demais trabalhadores da saúde pública convivem com salários atrasados na rede pública. São profissionais que resistem bravamente para não deixar a população completamente desassistida. 
 

Institucional Câmaras Técnicas Comissões de Ética Conheça o CREMERS Contas Públicas Delegacias Diretoria Palavra do Presidente Vídeo Institucional História Cremers

Serviços Área do Médico Busca Empresas Busca Médicos Ativos CBHPM Concurso Emissão de Boleto Empregos Eventos Inscrição de Empresas Inscrição Médicos Licitações Pareceres e Resoluções Perguntas Freqüentes Pessoa Jurídica Propaganda Médica Registro de Especialidade Médica

 

 

Imprensa Artigos Assessoria Informativo Cremers Notícias Twitter

Publicações Apresentações para Download Biblioteca Código de Ética Médica Código PEP Regimento Interno dos Corpos Clínicos

 

Contato Fale com o CREMERS Fale com o Presidente Ouvidoria

 

 

 

Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio Grande do Sul - Copyright 2017 ©
Av. Princesa Isabel, 921 - Bairro Santana
Porto Alegre - RS - CEP: 90620-001
Telefone: (51) 3219-7544
Fax: (51) 3217-1968
E-mail: cremers@cremers.org.br
Horário de Atendimento:
De segunda-feira a sexta-feira
Das 09h15min às 18h30min